1ª etapa Brasileiro de Motocross: Cornélio Procópio (PR) – Resultados de domingo
Por: Imprensa CBM
Em 05/06/2017
Após a MX3 e a 50cc no sábado, no domingo mais nove categorias foram para a pista. Confira os resultados

Fotos: Tiago Lopes / Show Radical

 

Após o sábado de treinos livres e cronometrados, além das provas das categorias MX3 e 50cc, a etapa de abertura do Brasileiro de Motocross 2017 prosseguiu no último domingo (04) em Cornélio Procópio (PR), com a realização do Warm Up e das provas de mais nove categorias. Confira como foi.

 

MX4 e MX5

Categorias dos veteranos, a MX4 e MX5 largaram juntas e foram animadas para o público e acirradas para os pilotos. Valter Tardin largou na frente nesta primeira etapa da competição, seguido de Willian Guimarães, Milton Becker (Chumbinho), Erivelto Nicoladelli e Rodrigo Guerreiro.

Aos quatro minutos, William pressionou e ultrapassou Tardin. Chumbinho aproveitou e também ultrapassou Tardin.  Não demorou muito para Chumbinho, que já tem 24 títulos nacionais, acelerar mais um pouco e ultrapassar William Guimarães, garantindo a vitória nas duas categorias.

Chumbinho

 

MX4

1º Milton Becker

2º Willian Guimarães

3º Erivelto Nicoladelli

4º Vagner Lachi

5º Emerson Martins

 

MX5

1º Milton Becker

2º Claudiney Guasti

3º Dario de Oliveira

4º Junior Feitosa

5º Elias Nunes

 

Júnior

Os garotos da categoria Junior também levantaram o público. Bruno Schmitz, que no ano passado fechou a temporada em terceiro lugar na classificação geral desta categoria, largou na frente e segurou a liderança até o fim. “Fiquei muito satisfeito. Trabalhamos muito nesses últimos meses e agora veio o resultado que esperávamos”, ressaltou o vencedor.

Pedro Magero também largou bem, mas na sequência perdeu posições e foi para quarto. Keven Willian segurou bem a segunda colocação. Joaquim Neto fez uma prova de recuperação. O piloto foi conquistando posições ao longo da prova e aos dez minutos já estava em quarto, quando começou a pressionar João Pedro de Freitas para conquistar a terceira posição. Aos 13 minutos conseguiu fazer a ultrapassagem. 

Bruno Schmitz

 

Júnior

1º Bruno Schmit

2º Keven Willian

3º Joaquim Neto

4º João Pedro de Freitas

5º Rodolfo Bicalho

 

Nacional 230cc

Na categoria Nacional 230cc, o piloto Tallys Nathan conquistou a primeira vitória de sua carreira em uma etapa do Brasileiro de Motocross. O jovem fez uma prova regular para garantir o topo do pódio em Cornélio Procópio (PR).

“Estou muito feliz. Foi minha primeira vitória em uma prova do Brasileiro. Agradeço aos patrocinadores e também a equipe que preparou a moto”, resumiu Tallys, que é de Pernambuco.

A prova foi liderada praticamente o tempo todo pelo piloto Caio Lopes. Mas Caio precisava de uma vantagem de 20 segundos sobre o segundo colocado, já que recebeu uma punição no início da disputa. Quando estava quase conseguindo a vantagem para conquistar a vitória, a moto de Caio quebrou, faltando 3 voltas para o fim da prova. Tallys, que fez uma corrida regular e segura, apenas controlou a vantagem sobre o novo segundo colocado, Gabriel Montagner, para garantir a vitória. “Eu estava muito focado em alcançar o Caio, mas acabou que ele teve problema na moto e eu venci”, comemorou Tallys.

Tallys Nathan

 

Nacional 230cc

1º Tallys Nathan

2º Gabriel Montagner

3º Vinícius Muniz

4º Ismael da Costa

5º José Ronaldo Dutra

 

65cc

Quem saiu vitorioso na disputa da categoria 65cc foi o piloto Rafael Becker. Rafael explicou que se propôs a imprimir um ritmo forte na primeira metade da prova, para que pudesse administrar o resultado na reta final. O piloto exaltou o nível de dificuldade da pista de Cornélio Procópio.

“A passagem nas canaletas estava difícil e alguns buracos também dificultaram. Depois que abri uma vantagem diminui o ritmo para não errar, até porque tiveram duas quedas na prova”, disse o piloto, que conquistou sua primeira vitória na categoria 65cc.

Germichel Rodrigues terminou na segunda colocação, enquanto Gustavo Abrahão terminou em terceiro. Gabriel Vinícius foi o quarto e Athalo Araújo terminou em quinto.

Rafael Becker

 

65cc

1º Rafael Becker

2º Germichel Rodrigues

3º Gustavo Abrahão

4º Gabriel Vinícius

5º Athalo Araújo

 

MXF

A gaúcha Maiara Basso conseguiu uma vitória tranquila na categoria MXF. A piloto praticamente não foi ameaçada durante a prova e imprimiu ritmo forte do início ao fim da corrida.

“Tentei fazer voltas mais rápidas até os oito minutos de corrida, para apenas administrar o fim da prova. Quando vi que tinha uma vantagem boa, passei a fazer uma corrida estratégica para não errar e garantir a vitória até o final”, disse a vencedora, que tem 21 anos.

A única preocupação que Maiara teve foi com relação à capixaba Lays Cazadini, que no início da corrida ameaçava a líder da prova. Mas a moto de Lays apresentou problemas e ela teve de fazer uma corrida de recuperação.

Enquanto Maiara ampliava sua vantagem na liderança, Lays caiu para a penúltima posição, mas conseguiu se recolocar na corrida e alcançou o terceiro lugar do pódio. Marcely Cazadini ficou em segundo lugar, enquanto Victoria Lino foi a quarta colocada, e Mana Fernanda Ortiz, a quinta.

Maiara Basso

 

MXF

1ª Maiara Basso

2ª Marcely Cazadini

3ª Lays Cazadini

4ª Victoria Lino

5ª Mana Fernanda Ortiz

 

1ª bateria MX2

Gustavo Pessoa venceu as duas baterias da categoria MX2. Com os triunfos, Pessoa já tem 50 pontos, 10 de vantagem sobre os segundos colocados: Leonardo Souza, Pepê Bueno e Fabinho Santos dividem a vice-liderança, todos com 40 pontos.

Na primeira bateria da categoria MX2 e MX2Jr houve muita disputa entre os participantes. Se por um lado o ganhador Gustavo Pessoa sobrou na pista, por outro sobrou emoção e troca de posições entre o segundo e o quarto colocado.

Logo nas primeiras voltas Gustavo mostrou que seu ritmo seria intenso e abriu ampla vantagem entre os competidores da MX2. Já o piloto Pepê Bueno largou mal, mas se reencontrou na prova e passou a recuperar posições.

Pepê travou bons duelos com Caio Lopes, Léo de Souza e quando ultrapassou Fabinho Santos, assumiu a segunda colocação. Pouco depois, Fabinho revidou a ultrapassagem e retomou a vice-liderança.

Gustavo Pessoa venceu a bateria com 56 segundos de vantagem sobre Fabinho. Pepê terminou na terceira colocação, seguido de Léo de Souza e Caio Lopes.

 

1ª bateria MX2

1º Gustavo Pessoa

2º Fabinho Souza

3º Pepê Bueno

4º Léo de Souza

5º Caio Lopes

 

2ª bateria MX2

Na segunda bateria, Gustavo voltou a dominar a corrida de ponta a ponta para garantir uma nova vitória. O piloto enalteceu o trabalho de sua equipe e promete ainda mais gás para o decorrer da temporada.

“Só tenho de agradecer aos meus mecânicos, que deixaram a moto muito competitiva. A chance de erro nessa prova foi muito alta e era preciso cuidado, mas consegui controlar. Nas próximas provas vou seguir com esse objetivo, que é buscar sempre a vitória”, discursou Gustavo.

Gustavo Pessoa

 

2ª bateria MX2

1º Gustavo Pessoa

2º Léo de Souza

3º Pepê Bueno

4º Fabinho Santos

5º João Pedro Pinho

 

1ª bateria MX2 Júnior

Na MX2 Júnior, Léo Nunes venceu. O piloto ficou em segundo lugar na 1ª bateria e venceu a segunda. Tallys Nathan, que foi o vencedor na categoria Nacional 230cc, venceu a primeira bateria, seguido por Léo Nunes. Matheus Oliveira foi o terceiro, Leonardo Zequinão o quarto e Ranan Goto o quinto.

 

1ª bateria MX2 Júnior

1º Tallys Nathan

2º Léo Nunes

3º Matheus Oliveira

4º Leonardo Zequinão

5º Renan Goto

 

2ª bateria MX2 Júnior

Na segunda bateria, Léo terminou vencedor e garantiu a ponta do campeonato, já que Tallys ficou em terceiro. Leonardo Zequinão foi o segundo colocado nesta bateria e Matheus Klysman o quarto. Vanderlei Junior terminou em quinto.

Pódio MX2 Júnior

 

2ª bateria MX2 Júnior

1º Léo Nunes

2º Leonardo Zequinão

3º Tallys Nathan

4º Matheus Klysman

5º Vanderlei Junior

 

MX1

A categoria das motos de 450cc, a MX1, não teve campeão definido nesta primeira etapa do Brasileiro de Motocross. Após uma reunião técnica entre diretoria de prova e pilotos, a segunda bateria da categoria foi adiada para a etapa de Campo Grande. O motivo foi medida de segurança para os próprios pilotos, por conta do sol já estar “baixo” e prejudicar a visibilidade dos mesmos.

Com isso, foi realizada apenas a primeira bateria, em que o paulista Dudu Lima levou a melhor. “Fiz uma boa prova, consegui liderar praticamente do começo ao fim. É muito bom começar o campeonato com vantagem. Agora é seguir firme no restante da temporada. E quanto ao adiamento da segunda bateria, foi preciso mesmo, é importante termos a segurança em primeiro lugar”, destacou o piloto.

 

Veja como foi a disputa da primeira bateria:

O equatoriano Jetro Salazar largou na frente, seguido de Jean Ramos e Dudu Lima. Ainda na primeira volta, Dudu passou Jean e foi para cima de Jetro e conseguiu a ponta. Jean caiu na primeira volta e perdeu algumas posições, indo para décimo.

Com isso, o espanhol Carlos Campano foi o terceiro colocado, seguido do piloto da Letônia Mattis Karro, de Hector Assunção, Paulo Alberto e Lucas Dunka.    

Karro foi para cima de Campano e aos nove minutos ultrapassou o espanhol, assumindo a terceira colocação. Campano tentou dar o troco na sequência, mas não conseguiu. No entanto, após algumas voltas, recuperou a terceira posição.

A briga pelas outras posições também foi acirrada. Aos 23 minutos o português Paulo Alberto foi para cima do companheiro de equipe, Matis Karro e assumiu a quarta posição. Dudu e Jetro seguiram firmes até o fim da bateria, em primeiro e segundo lugar.

Dudu Lima

 

1ª bateria MX1

1º Dudu Lima

2º Jetro Salazar

3º Carlos Campano

4º Paulo Alberto

5º Mattis Karro

VEJA TAMBÉM:
Jundiaí (SP) recebe o Arena Cross pelo segundo ano consecutivo
Em 16/07/2014
Penúltima etapa, que poderá definir os primeiros campeões da temporada, será disputada no dia 9 de agosto
Brasileiro e Gaúcho de Velocross encerram temporada 2016 em Tapejara
Em 07/10/2016
Prova válida pela etapa final dos dois campeonatos será realizada neste fim de semana, dias 8 e 9 de outubro
Mundial de MX: GP Brasil terá transmissão ao vivo em HD
Em 14/05/2013
SporTV, BandSports e TVCOM transmitem as corridas ao vivo no domingo, direto do Beto Carrero World
COMENTÁRIOS
Publicidade
211 Bikes MXGP Live
Copyright © 2013 CROSSCLUBE BRASIL. All rights reserved.