Guia: AMA Supercross em Houston
Por: Renato Dalzochio Jr
Em 11/04/2015
Campeonato está de volta após 15 dias de recesso. Confira tudo que você precisa saber sobre a 14ª etapa

Após 15 dias de recesso o AMA Supercross volta neste sábado (11) com a 14ª etapa da temporada 2015, que será disputada em Houston, no Texas, no NRG Stadium. E o nosso guia semanal também está de volta, com tudo que você precisa saber sobre a 14ª etapa.

 

Ao vivo

A exemplo do que aconteceu 15 dias atrás em St. Louis, os treinos classificatórios começam as 14h50 pelo horário oficial de Brasília, e as corridas a partir das 21h. E mais uma vez o Cross Clube Brasil vai transmitir tudo ao vivo para você. Clique aqui para assistir.

 

Palco das corridas

A etapa de Houston é uma das mais antigas do campeonato. Ao lado de Daytona é a única que está presente no calendário do AMA Supercross deste a primeira edição do campeonato, disputada em 1974. O palco das corridas é o NRG Stadium, estádio moderno, com capacidade para 71.500 pessoas e que é a casa do time de futebol americano Houston Texas. O NRG recebe a etapa de Houston desde 2003. De 1974 até 2002 a prova era realizada no Astrodome, estádio que era a antiga casa do Houston Texas e que possui capacidade para 67.925 pessoas.

NRG Stadium

 

Retorno da categoria 250 costa Oeste

Após sete etapas, neste sábado acontece o retorno do campeonato da categoria 250 costa Oeste. Nesta categoria Cooper Webb, piloto da Yamaha que lidera a classificação geral com 136 pontos, 30 de vantagem para o vice-líder Jessy Nelson, venceu quatro das seis etapas disputadas até aqui.

Cooper Webb

 

Vídeo: Volta Virtual em Houston

 

Situação do campeonato

A etapa de Houston pode ser decisiva na definição do título da categoria 450. Em St. Louis o líder do campeonato, Ryan Dungey, conquistou sua sexta vitória na temporada e abriu 80 pontos de vantagem para o vice-líder, Eli Tomac. Apesar da vantagem impressionante, será muito difícil o piloto da KTM sair de Houston com o título antecipado, já que além da vitória ele precisaria que Tomac praticamente não pontuasse. Entretanto, uma nova vitória pode deixa-lo com uma mão na taça para a 15ª etapa em Santa Clara na Califórnia, no sábado que vem.

Ryan Dungey

 

Confira nos vídeos a seguir um resumo do que aconteceu na etapa de St. Louis, com os melhores momentos das categorias 450 e 250 costa Leste, além de uma carona on board na GoPro dos pilotos Davi Millsaps e Jimmy Decotis.

 

Melhores Momentos 450

 

Melhores Momentos 250 costa Leste

 

GoPro Davi Millsaps

 

GoPro Jimmy Decotis

 

Curiosidades: categoria 450

- A primeira corrida foi realizada no dia 15 de março de 1974 e Jim Pomeroy venceu pilotando uma Yamaha.

- Esta será a 49ª corrida da categoria 450 em Houston.

- De 1974 a 2002, o AMA Supercross em Houston foi realizado no estádio Astrodome. A partir de 2003, a prova passou a ser realizada no NRG Stadium, que neste sábado recebe o campeonato pela 13ª vez consecutiva.

- Ricky Carmichael venceu em 2002 a última corrida disputada no Astrodome, pilotando uma Honda. Chad Reed venceu a primeira no NRG Stadium em 2003, pilotando uma Yamaha.

- Houston é a segunda cidade que mais sediou etapas do AMA Supercross na categoria 450 e a segunda mais antiga no calendário do campeonato ao lado de Daytona (ambas recebem etapa desde a primeira edição em 1974). Também foi a segunda a receber duas etapas por temporada, entre 1977 e 1983.

- Com cinco vitórias cada um, Bob Hannah, Mark Barnett e Jeremy Mcgrath são os pilotos que mais venceram a categoria 450 em Houston.

- Hannah venceu quatro corridas consecutivas, ao faturar as etapas duplas em 78 e 79. O mesmo fez Barnett em 81 e 82. Em 83, Hannah e Barnett venceram uma corrida cada um em Houston.

- Mcgrath se tornou o quarto piloto diferente a vencer em Houston por três ou mais temporadas consecutivas. Venceu três consecutivas entre 1994 e 1996 e duas consecutivas entre 1999 e 2000.

- Jeff Ward, James Stewart e Ryan Villopoto possuem quatro vitórias cada um em Houston. Ward foi o primeiro a vencer em Houston por quatro temporadas consecutivas, entre 1985 e 1988.

- Stewart foi o quinto piloto a vencer em Houston por três temporadas consecutivas. Fez isso entre 2005 e 2007. Conquistou sua quarta vitória em 2009. Villopoto se tornou o sexto piloto a vencer em Houston por três temporadas consecutivas. Fez isso entre 2012 e 2014.

- Damon Bradshaw é o sétimo na lista dos pilotos que mais venceram em Houston, com três vitórias. Entre 1990 e 1993, ele venceu três das quatro corridas realizadas. Jimmy Ellis (1975 e 1977), Carmichael (2001 e 2002) e Reed (2003 e 2004) são os únicos outros pilotos com mais de uma vitória em Houston.

- Três pilotos conquistaram a primeira vitória da carreira na categoria 450 em Houston: Jim Weinert em 1976, Broc Glover em 1980 e Trey Canard em 2011.

- Cinco pilotos venceram em Houston nas duas categorias, 450 e 250, são eles: Jeff Emig, Ezra Lusk, Windham, Stewart e Villopoto. Andrew Short, Davi Millsaps, Justin Barcia e Jason Anderson são os únicos em atividade na categoria 450 que podem entrar para este grupo.

- A KTM busca neste sábado sua primeira vitória em Houston na categoria 450.

- A Suzuki está há mais de 31 temporadas consecutivas sem vencer em Houston.

- A Kawasaki venceu sete das 12 corridas disputadas no NRG Stadium.

- Entre os pilotos ativos, Reed é o único que venceu em Houston.

 

Categoria 450: vitórias por marca em Houston

Yamaha: 15 (última em 2009)

Kawasaki: 14 (última em 2014)

Honda: 11 (última em 2011)

Suzuki: 6 (última em 1983)

Can-am: 2 (última em 1977)

 

Curiosidades: categoria 250

- A primeira corrida foi realizada em 20 de abril de 1985 e Eddie Warren venceu pilotando uma Kawasaki.

- Esta será a 31ª corrida da categoria 250 em Houston.

- Matt Walker venceu a última corrida da categoria 250 disputada no Astrodome, em 2002. Brock Sellards venceu a primeira no NRG Stadium em 2003.

- Travis Preston deu a Husqvarna sua primeira e única vitória na categoria 250, em Houston, na temporada 2001.

- Windham e Christophe Pourcel são os únicos que já venceram a categoria 250 em Houston por duas temporadas consecutivas.

- Em 2013 Blake Wharton venceu, quebrando um jejum de 17 temporadas consecutivas sem vitória da Suzuki.

- A KTM venceu duas das últimas três corridas em Houston, com Ken Roczen em 2012 e Jason Anderson em 2014.

 

Categoria 250: vitórias por marca em Houston

Kawasaki: 12 (última em 2010)

Suzuki: 6 (última em 2013)

Yamaha: 5 (última em 2003)

Honda: 4 (última em 2011)

KTM: 2 (última em 2014)

Husqvarna: 1 (em 2001)

 

Pilotos lesionados

 

CATEGORIA 450

Jimmy Albertson – Ombros

Optou por uma cirurgia para corrigir lesões nos ombros e vai ficar até o final do ano.

 

Mike Alessi – Coluna

Machucou a coluna ao sofrer um tombo forte em Daytona. Está fazendo fisioterapia, mas sua recuperação não foi tão rápida quanto ele imaginava. Vai perder o resto da temporada.

 

Justin Barcia – Quadril e pernas

Caiu treinando na pista de testes de sua equipe, a AutoTrader.com/Toyota/JGR Yamaha, na semana que antecedeu San Diego, o que rendeu uma pequena rachadura no osso pélvico. Não precisou passar por cirurgia, mas sua recuperação está demorando mais do que o previsto. Já retomou os treinos com moto, mas não sabe se está 100% apto a voltar. Pretende correr em Houston, mas se não tiver condições, Phil Nicoletti correrá em seu lugar.

Justin Barcia

 

Trey Canard – Braço

Quebrou o braço em Detroit após se envolver num acidente com Jake Weimer durante a Semi 1. Passou por cirurgia e sua recuperação deve levar entre 6 e 8 semanas. Espera voltar no AMA Motocross.

 

Will Hahn – Braço e coluna

Sofreu um tombo durante o primeiro treino classificatório na abertura em Anaheim. Hahn teve costelas quebradas, um braço quebrado, uma clavícula quebrada e múltiplas vértebras quebradas. Passou por uma cirurgia bem sucedida no braço, já está se recuperando em casa e espera poder disputar o AMA Motocross.

 

Josh Hill – Clavícula, costelas e pulmão

Sofreu um grande acidente em Daytona, quebrando a clavícula, fraturando costelas e sofrendo um colapso pulmonar. Vai perder uma boa parte do AMA Motocross.

 

Ken Roczen – Tornozelo

Caiu nos treinos em Daytona, agravando uma lesão no tornozelo, sofrida em Oakland e que ele já havia agravado em Atlanta 1. Não precisou de cirurgia. Pretendia voltar em Houston neste sábado, mas a equipe decidiu poupá-lo.

Ken Roczen

 

Jake Weimer – Úmero, pulmão, garganta e concussão

Envolveu-se num grande acidente com Canard em Detroit. Quebrou o úmero direito, teve um colapso no pulmão esquerdo, sofreu uma concussão, fraturou o pomo de adão, machucou as cordas vocais e fraturou o queixo, além de ter ficado com um coágulo na garganta. Está fora da temporada e vai perder pelo menos uma parte do AMA Motocross.

 

CATEGORIA 250

Adam Cianciarulo – Ombro

Vai perder toda a temporada 2015 do AMA Supercross por causa de uma lesão no ombro, sofrida no Supercross de Genebra na Suíça. Expectativa é de que esteja recuperado para o AMA Motocross.

 

Martin Davalos – Epstein Barr

Está fazendo tratamento contra o vírus Epstein Barr. Volta no retorno da costa Leste em Nova Iorque.

 

Darryn Durham – Pulso

Caiu na abertura em Anaheim e acabou torcendo o pulso. Correu em Phoenix, mas depois teve que passar por uma cirurgia. Já retomou os treinos com moto e pretende voltar no AMA Motocross.

Darryn Durham

 

Vince Friese – Clavícula, costela e tornozelo

Sofreu um grande acidente durante os treinos em Indianápolis, quebrando a clavícula, uma costela e sofrendo um entorse de grau três no tornozelo. Está fora da temporada.

 

Justin Hill – Tornozelo

Foi “atropelado” no Main Event em San Diego e machucou o tornozelo. Volta em Houston.

 

Michael Leib – Pés

Passou por uma cirurgia para reparar lesões no dedão do pé direito e no dedo mindinho do pé esquerdo, resultado de um tombo sofrido nos treinos em Oakland. Não existe previsão de retorno.

 

Matt Lemoine – Dedo

Perdeu Indianápolis por causa de um dedo quebrado. Voltou a se acidentar em Detroit. Ficou fora de St. Louis, vai perder Houston mas planeja voltar em Nova Iorque.

 

Dakota Tedder – Mão

Passou por uma terceira cirurgia para reparar uma fratura na mão. Planeja voltar no AMA Motocross, onde vai disputar a categoria 450.

 

Arnaud Tonus – Doente

Está se tratando de uma virose. Perdeu St. Louis, vai perder Houston mas volta em Nova Iorque.

VEJA TAMBÉM:
Rally dos Sertões 2018 anuncia roteiro “de volta às origens”
Em 14/05/2018
Prova passará por Goiás, Bahia, Piauí e Ceará. Edição 2018 deve ser uma das melhores em 26 anos de história do rally
Resultado: Classificatórias GP da Letônia Mundial de Motocross
Em 11/07/2015
Top 10 das duas categorias, vídeos com os melhores momentos e carona on board pela pista de Kegums
Resultados e vídeos: Classificatórias GP de Trentino – Mundial de Motocross
Em 14/05/2016
Gajser e Ferrandis largam na frente em Arco di Trento. Resultados, melhores momentos e carona na pista
COMENTÁRIOS
Publicidade
211 Bikes MXGP Live
Copyright © 2013 CROSSCLUBE BRASIL. All rights reserved.