Race Report: 7ª etapa Campeonato Gaúcho de Velocross 2013
Por: André Charão/Imprensa FGM
Em 29/11/2013
Seis campeões foram conhecidos com uma etapa de antecedência em São Lourenço do Sul. Saiba como foi

Mateus Basso, Lucas Basso, Jordan Martini, Gustavo Freitas, Gustavo Gusberti e Elder Pirolli conquistaram no último fim de semana o direito de comemorar o título de Campeão Gaúcho de Velocross 2013, durante a sétima e penúltima etapa do campeonato, em São Lourenço do Sul.

 

Mais de 150 pilotos de várias regiões fizeram uma grande apresentação para um grande público, que encarou um final de semana de muito calor e vento forte para acompanhar os pegas eletrizantes protagonizados pelos melhores pilotos do Rio Grande do Sul.

A pista com mais de 1.200 metros de terreno arenoso e muito buraco testou a habilidade dos pilotos. Foram incontáveis pegas em busca das melhores colocações que pudessem ajudar na briga pelo título de campeão nas dezesseis categorias em disputa. No sábado foram realizadas as disputas das categorias que não foram válidas pelo campeonato em Santa Vitória do Palmar, as categorias VX3 Nacional e Importadas e VX4 Nacional e Importadas, além das categorias 50cc e 65cc, que em razão da chuva também foram transferidas para São Lourenço do Sul.

 

VX4 Nacional

A felicidade foi algo que ficou estampado no rosto do piloto Jocemar Magni durante todo o domingo, não só pelo fato dele ter sido o primeiro vencedor do domingo. A felicidade foi dupla, pois esta foi a sua primeira vitória no Gaúcho de Velocross.  As categorias VX3 e VX4 Nacional novamente largaram juntas e classificaram separadas. Na largada Elder Pirolli, líder da categoria VX4, saiu na frente. Luciano de Conto, Cézar Silva, Fabian Souza, Márcio Alarcon, Marco Aurélio Farias e Jocemar Magni formavam o primeiro pelotão. Na segunda volta Cézar assumiu a liderança da prova. Elder não deixou por menos e tentou dar o troco, no entanto, os dois acabaram se chocando e caindo na frente do arco de chegada. A partir daí Luciano assumiu a ponta. Algumas voltas depois Cézar fazia a melhor volta da prova (1:08.451) e recuperava posições, chegando logo entre os cinco primeiros colocados. Jocemar forçou o ritmo e assumiu a liderança da prova para marcar seu nome entre os vencedores do campeonato em 2013.

 

Resultado VX4 Nacional

1º - Cézar Silva (Pelotas)

2º - Fabian Souza (Santa Vitória do Palmar)

3º - Paulo Azevedo (São Lourenço do Sul)

4º - Nilton Brignol (Pelotas)

5º - Marco Aurélio Farias (Lajeado)

 

Resultado VX3 Nacional

1º - Jocemar Magni (Estrela)

2º - Cézar Silva (Pelotas)

3º - Luciano De Conto (Passo Fundo)

4º - Márcio Alarcon (Montenegro)

5º - Paulo Azevedo (S. Lourenço do Sul)

 

Com os resultados Pirolli garantiu o título na categoria VX4 Nacional. A briga agora fica pelo vice-campeonato, que está acirrada entre Marco Aurélio Farias e Nilton Brignhol. Com o descarte a diferença entre os dois pilotos é de apenas 1 ponto. Na categoria VX3 Nacional a briga pelo campeonato envolve três pilotos: Elder Pirolli, líder com 159 pontos, Luciano de Conto, vice-líder com 142 pontos e Jocemar Magni, terceiro colocado com 137 pontos.

 

50cc

Com mais uma vitória na categoria 50cc, Erick Bom Reis deu um grande passo para a conquista do título de campeão na categoria. Diferente da prova disputada no sábado, desta vez Erick teve uma vitória tranquila. Na largada Pablo dos Santos largou na frente, seguido por Erick em segundo. Matheus Melo, que mostrou uma grande evolução na sua pilotagem, saiu na terceira colocação acompanhando o ritmo dos líderes nas primeiras voltas. Assim que abriram a segunda volta Pablo perdeu a liderança e ficou para trás após sofrer uma queda. Com isso a vitória ficou caiu nas mãos de Erick, que forçou o ritmo para vencer com tranquilidade. Assim que voltou a pista Pablo enrolou o cabo para correr atrás do prejuízo. Foram voltas mais rápidas em cima de voltas mais rápidas, 1:00.929 a melhor delas, até conquistar a segunda colocação. A briga pela quarta colocação ficou entre Felipe Gonçalves e Roberty Godinho. Godinho herdou a quarta colocação após a queda de Felipe, que fechou a prova na quinta colocação.

Erick Bom Reis

 

Resultado

1º - Erick Bom Reis (Rio Grande)

2º - Pablo dos Santos (Panambi)

3º - Matheus Melo (Dom Pedrito)

4º - Roberty Godinho (Nova Prata)

5º - Felipe Gonçalves (Pelotas)

 

230cc Pró

Com mais um vitória, a quinta em sete etapas, Jordan Martini pôde comemorar a conquista do campeonato na categoria. Na largada Junior Pick saltou na frente, no entanto, foi ultrapassado nas primeiras curvar por Jordan. Gustavo Gusverti em segundo, Joel da Costa em terceiro, Cassiano Portela em quarto e Emerson Franck Kuter em quinto formavam o primeiro pelotão. Diovani Anselmi, que voltou a competição após se recuperar de uma fratura no joelho, saiu do pelotão intermediário para lutar pelo pódio. Junto com ele Luciano Peres conseguiu encostar no pelotão principal. Enquanto Jordan imprimia um ritmo muito forte mantendo a liderança com as voltas mais rápidas, 1:03.687 a melhor delas, Cassiano Portela pressionava Joel da Costa em busca da terceira colocação. A pressão deu resultado e antes do final da prova Cassiano assumiu a terceira colocação. Jonas da Costa, em ritmo de recuperação após não ter feito uma boa largada, assumiu a quinta colocação, fechando o pódio da categoria.

Jordan Martini

 

Resultado

1º - Jordan Martini (Santa Maria)

2º - Gustavo Gusberti (Vila Flores

3º - Cassiano Portela (Passo Fundo)

4º - Joel da Costa (Ciriaco)

5º - Jonas da Costa (Ciriaco)

 

Com a conquista antecipada de Jordan Martini, a briga agora fica pelo vice-campeonato. Joel da Costa está em segundo na classificação com 147 pontos, apenas três pontos a frente de Gustavo Gusberti, terceiro colocado com 144 pontos.

 

Estreantes Importada

Em uma prova que poderia definir o campeão da categoria, um “estranho no ninho” acabou vencendo. Na largada Fabrício Ferrari assumiu a ponta da prova. Henrique Nicoletti, líder do campeonato, seguiu logo atrás na segunda colocação, com Geraldo Figueredo em terceiro. Maicon Galiotto, vice-líder, não largou bem e saiu na quarta colocação. Victor Flack fechava o top 5. Na segunda volta Henrique caiu e ficou para trás, com isso, Maicon Galiotto, que já havia assumido a terceira colocação, partiu para o ataque ao líder da prova. Henrique voltou para a pista e mesmo tendo muitos problemas para pilotar com o guidão torto conseguiu se recuperar e assumir a terceira posição. A briga pela liderança durou toda a prova. Fazendo as voltas mais rápidas da prova (1:06.228 a melhor delas), Fabrício conseguiu manter a liderança da prova para vencer de ponta a ponta.

Fabrício Ferrari

 

Resultado

1º - Fabrício Ferrari (Rio Grande)

2º - Maicon Galiotto (Flores da Cunha)

3º - Henrique Nicoletti (Ijui)

4º - Geraldo Figueredo (Camaquã)

5º - Victor Flack (Feliz)

 

Com o resultado a definição do campeão da categoria ficou para a última etapa. Mesmo sendo o líder, Henrique Nicoletti com 149 pontos não é favorecido pelo critério do descarte, pois Maicon Galiotto, vice-líder com 136 pontos, vai para a última etapa descartando zero. A disputa na categoria será mais eletrizante do que nunca, certeza de muitas emoções na final.

 

Estreante 230cc

Com 100% de aproveitamento Gustavo Freitas faturou o título de campeão da categoria Estreante 230cc, que juntamente com a VX2 e VX Pró, foram às únicas categorias que além de ter a definição do campeão, também definiu o vice-campeão, Júnior Pick. Na largada Júnior assumiu a ponta da prova, com Gustavo em segundo. Felipe Freitas, Vagner Godinho e Daniel Abraham formavam o primeiro pelotão. Ainda na segunda volta Gustavo já era o líder de prova. Antes mesmo da segunda metade da prova Glaucio Specht saiu do segundo pelotão e travou uma grande disputa pelo terceiro lugar com Daniel. Os dois andaram no mesmo ritmo, no entanto, Glaucio levou vantagem, conseguiu a ultrapassagem e firmou o pé em terceiro. Gustavo Freitas manteve a liderança fazendo as voltas mais rápidas da prova (1:09.304), conquistando a sua sétima vitória em sete etapas, vitórias que lhe garantiram o título antecipadamente.

Gustavo Freitas

 

Resultado

1º - Gustavo Freitas (Barros Cassal)

2º - Júnior Pick (Vera Cruz)

3º - Glaucio Specht (S. Lourenço do Sul)

4º - Daniel Abraham (Canguçu)

5º - Vagner Godinho (Nova Prata)

 

VX2

Com um amplo domínio, os irmãos Mateus e Lucas Basso fizeram mais um dobradinha no campeonato. Na largada Mateus assumiu a ponta da prova. Lucas veio logo atrás em segundo. Com a intenção de estragar a dobradinha dos irmãos, Sérgio Marques Moraes veio na terceira colocação. Weslen Gomes, Maycon Galiotto e Henrique Nicoletti formavam o pelotão do pódio. Nas primeiras voltas Sérgio acompanhou o ritmo dos líderes. No desenrolar da prova o ritmo dele diminuiu. Com isso Mateus e Lucas, como relógios, fizeram as voltas mais rápidas da prova, 1:01.636 Mateus e 1:01.658 Lucas,  abrindo uma boa vantagem na ponta. As cinco posições do pódio se mantiveram as mesmas desde a largada.

Mateus Basso

 

Resultado

1º - Mateus Basso (Gentil)

2º - Lucas Basso (Gentil)

3º - Sérgio M. Moraes (Sta. Cruz do Sul)

4º - Weslen Gomes (Camaquã)

5º - Maycon Galiotto (Flores da Cunha)

 

65cc

Foi um final de semana de reviravolta na categoria 65cc. Depois de liderar por quase todo o campeonato, Matheus Hernandes viu o até então segundo colocado Gabriel Costa pular para liderança na prova disputada no sábado. No domingo Matheu foi com a faca entre os dentes para recuperar a liderança e quem sabe, ir para a última etapa com vantagem. Na largada Felippe Menuzzi fez valer o favoritismo e largou na frente, seguido por Gabriel Costa. Arthur Barcelos, João Pedro Roncato, Matheus Hernandes e Rubens Felipeto Filho formavam o primeiro pelotão. Com um ritmo muito forte Menuzzi baixava o seu tempo a cada volta. 1:09.200 foi sua melhor volta. Assim, rapidamente abriu uma grande vantagem na ponta. Na primeira metade da prova o panorama era muito favorável para Gabriel Costa, que ocupava o segundo lugar e tinha seu concorrente direto no campeonato na quinta colocação. Na segunda metade da prova o panorama mudou. Matheus apertou o ritmo e contou com a sorte. Quando Arthur sofreu uma queda assim que chegou ao terceiro lugar, Matheus partiu para cima de Gabriel e conseguiu a ultrapassagem. A parti daí Gabriel colocou o regulamento embaixo do braço e tratou de manter a terceira colocação. Micakel Teixeira foi o quarto colocado e Arthur conseguiu recuperar o prejuízo e fechou a prova na quinta colocação.

 

Resultado

 

1º - Felippe Menuzzi (Dom Pedrito)

2º - Matheus Hernandes (Rio Grande)

3º - Gabriel Costa (Dom Pedrito)

4º - Mickael Teixeira (Capão do Leão)

5º - Arthur Barcelos (Capão do Leão)

 

Com o resultado das duas provas Gabriel Costa assumiu e manteve a liderança da categoria com 147 pontos, dois pontos a frente do vice-líder Matheus Hernandes, que tem 145 pontos. Com o descarte a diferença fica em apenas um ponto. Isso faz com que a briga pelo campeonato seja a mais indefinida entre todas as categorias da competição. A disputa pelo campeonato vai pegar fogo na última etapa.

 

Intermediária Importada

Com mais uma vitória, a quinta em seis etapas disputadas, Roberto Bergmann  encaminhou o título da categoria. Com mais um largada perfeita, Roberto assumiu a liderança da prova assim que o gate caiu. Fabrício Ramazini, Antônio Edu Brazaca, Cleomenes Gomes, Weslen Gomes, Emerson Bergmann e Maiara Basso formavam o disputadíssimo primeiro pelotão. Nas primeiras voltas Roberto cravou a volta mais rápida da prova (1:01.515) e conseguiu abrir uma boa vantagem sobre o segundo colocado. Emerson Bergmann errou na segunda volta, saiu da pista e ficou para trás. Antônio Brazaca, vice-líder do campeonato, tentou de todos os jeitos assumir a segunda colocação da prova, no entanto, o ritmo de Ramazini era forte e ele não deu chances para um possível ataque. Cleomenes abandonou a prova após sair da pista. Com isso Maiara Basso entrou no pelotão com lugar garantido no pódio. No final vitória de ponta a ponta de Roberto Bergmann.

Roberto Bergmann

 

Resultado

1º - Roberto Bergmann (Santa Rosa)

2º - Fabrício Ramazini (Montenegro)

3º - Antônio Edu Brazaca (Vila Langaro)

4º - Weslen Gomes (Camaquã)

5º - Maiara Basso (Mato Castelhano)

 

Com o terceiro lugar na prova Brazaca, vice-líder com 142 pontos, viu a vantagem do líder Roberto Bergmann com 145 pontos, aumentar. A diferença fica maior ao aplicar o descarte, porque Bergmann descarta zero e Brazaca descarta 11 pontos, deixando as chances da conquista do título pelo piloto de Vila Lângaro difícil, mas não impossível.

 

Intermediária Nacional

Após passar duas etapas longe do lugar mais alto do pódio na categoria Intermediária Nacional, Gustavo Gusberti acertou em cheio à hora de voltar a vencer na competição. Com uma vitória de ponta a ponta ele somou 150 pontos na liderança do campeonato.  Na largada Gustavo Assumiu a ponta da prova e não deu chances para ninguém, fazendo a volta mais rápida (1:06.963). A briga pelos demais lugares no pódio ficou entre Jonas e Joel da Costa, Luciano Peres, Cassiano Portela e Gustavo Freitas. Jonas da Costa, que se manteve sempre próximo ao líder, manteve a segunda colocação, Cassiano Portela em ótimo ritmo saiu do segundo pelotão para ocupar o terceiro lugar. Luciano na quarta colocação e Gustavo Freitas em quinto fecharam o pódio

Gustavo Gusberti

 

Resultado

1º - Gustavo Gusberti (Vila Flores)

2º - Jonas da Costa (Ciriaco)

3º - Cassiano Portela (Passo Fundo)

4º - Luciano Peres (Rio Grande)

5º - Gustavo Freitas (Barros Cassal)

 

Com o campeão definido, a briga pelo vice-campeonato está entre três pilotos: Ricardo Gusberti com 100 pontos, Gustavo Freitas com 95 pontos e Jonas da Costa com 93 pontos. No quesito descarte, Gustavo e Jonas descartam zero. Já Ricardo descarta quatro pontos. Com isso a diferença de Ricardo, vice-líder, para Jonas da Costa, quarto colocado, é de apenas três pontos.

 

VX3 e VX4

Na largada Maiara Basso saiu na frente. Algumas curvas depois o tricampeão brasileiro de Velocross, Fabiano Ribeiro, já era o líder. Aproveitando o embalo, Rodrigo Volcan assumiu o segundo lugar. Dany de Oliveira, Fernando Sanches e Giovane Pick  formavam o primeiro pelotão. O ritmo de Fabiano foi intenso, no entanto, durante quase todo a prova Volcan pressionava em busca de um erro do líder. Aos poucos, o ímpeto de Volcan foi baixando e Fabiano pode respirar para vencer a prova com tranqüilidade. Fernando Sanches conseguiu superar Dany e Maiara para fechar a prova na terceira colocação. Quando tudo parecia definido, Giovane fez um surpreendente ultrapassagem em cima de Dany a poucos metros da chegada, fechando a prova na quinta colocação.

 

Resultado VX3

1º - Fabiano Ribeiro (Passo Fundo)

2º - Rodrigo Volcan (Pelotas)

3º - Fernando Sanches (Santa Maria

4º - Maiara Basso (Mato Castelhano)

5º - Giovane Pick (Vera Cruz)

 

Resultado VX4

1º - Fernando Sanches (Santa Maria)

2º - Giovane Pick (Vera Cruz)

3º - Dany de Oliveira (Panambi)

4º - Antonio Viana (Jaguarão)

5º - Jack Pitaluga (Santo Ângelo)

 

Com os resultados a briga pelo campeonato na categoria VX3 está entre Fabiano Ribeiro, líder do campeonato com 153 pontos, Rodrigo Volcan, vice-líder com 142 pontos e Fernando Sanches, terceiro colocado com 137 pontos. Dos três pilotos, Fernando leva a vantagem de ir para a última etapa com descarte zero. Fabiano até o momento tem como descarte 14 pontos e Volcan. A categoria vai para a cidade de Pontão totalmente indefinida. Na categoria VX4 Fernando Sanches, vice-líder, tem 147 pontos contra 152 do líder Giovane Pick, no entanto, novamente o quesito descarte deixa Sanches com ótimas chances de conquistar o campeonato. 

 

85cc

Em uma prova cheia de imprevistos para o primeiro e segundo colocado do campeonato, a categoria 85cc terminou a etapa com novo líder. Na largada a líder da categoria, Kamila Rocha, largou na frente, com Felippe Menuzzi em segundo e o vice-líder do campeonato, Michel Lemos, na terceira colocação. Gabriel Costa em quarto e Bruno Budes em quinto fechavam o primeiro pelotão. Ainda na primeira volta Menuzzi assumiu a ponta da prova e cravando a volta mais rápida (1:09.263) começou a abrir uma boa vantagem na liderança. Na volta seguinte Michel Lemos tentou apertar o ritmo para ultrapassar Kamila, mas acabou caindo e ficando em último. Assim que voltou para a pista Michel tratou de correr atrás do prejuízo, pois com Kamila em segundo ele poderia dar adeus ao campeonato. Com esse pensamento o piloto enrolou o cabo e mesmo com risco de errar novamente, começou a recuperar posições até alcançar o terceiro lugar. Neste exato momento a sorte, que havia soprado para o lado de Kamila, soprou para o lado de Michel. Na oitava volta uma queda tirou a líder do campeonato da prova. Com a queda de Kamila, Michel herdou o segundo lugar. Gabriel Costa se defendeu durante toda a prova dos ataques do uruguaio Bruno Budes, no entanto, na última volta um pneu furado complicou bastante a vida de Gabriel, que acabou sendo ultrapassado.

Felippe Menuzzi

 

Resultado

1º - Felippe Menuzzi (Dom Pedrito)

2º - Michel Lemos (Dom Pedrito)

3º - Bruno Budes (Rio Branco/Uruguai)

4º - Gabriel Costa (Dom Pedrito)

5º - Arthur Barcelos (Capão do Leão)

 

Com a segunda colocação, aliado ao resultado de Kamila, Michel Lemos vai para a última etapa com excelente vantagem na briga pelo título, precisando apenas terminar a prova. No entanto, a exemplo da sétima etapa, tudo pode acontecer.

 

Nacional Força Livre

O campeão da categoria Nacional Força Livre só será conhecido na última etapa. A briga a cada etapa fica mais acirrada entre Felipe Deloss, líder do campeonato, e Jordan Martini, vice-líder. Na disputa da primeira bateria Fabrício Rosso saiu na frente, puxando o primeiro pelotão formado pelos pilotos Alexandre Dal Bem, Felipe Deloss, Joel da Costa, Diovane Anselmi, Jordam Martini e Luciano Peres. Na primeira volta Jordan pulou para a segunda colocação e atacou o líder da prova para assumir a ponta e vencer a primeira bateria, que teve Deloss em segundo, Fabrício Rosso em terceiro, Joel da Costa em quarto e Diovane Anselmi em quinto.

A segunda bateria foi mais dramática para Jordan. Isso porque na largada, antes da primeira curva, o piloto se chocou com outro e acabou sofrendo uma queda, caindo para a última colocação. Fabrício Rosso novamente saiu na frente, com Deloss logo atrás na segunda colocação. Joel da Costa, Rogério Bruno e Diovane Anselmi completavam o primeiro pelotão. Assim que voltou para a pista Jordan enrolou o cabo, fez a volta mais rápida da bateria (1:05.326) e começou sua recuperação. Volta a volta os concorrente ficaram para trás. Deloss, que assumiu a liderança da bateria na segunda volta, abriu uma vantagem confortável para vencer e manter a liderança do campeonato. Jordan foi o segundo, Diovane Anselmi o terceiro, Rogério Bruno o quarto e Joel da Costa o quinto colocado.

 

Resultado

1º - Felipe Deloss (Lajeado)

2º - Jordan Martini (Santa Maria)

3º - Diovane Anselmi (S. Lourenço do Sul)

4º - Fabrício Rosso (Pelotas)

5º - Joel da Costa (Ciríaco)

Felipe Deloss

 

VX Pró

Assim como na VX2, a categoria VX Pró teve mais uma vez a dobradinha dos irmãos Basso. Desta vez no entanto, em uma “troca de gentileza”, o vencedor foi Lucas. Na largada Mateus Basso assumiu a ponta da prova. Rodrigo Volcan, Roberto Bergmann, Lucas Basso, Fabrício Ramazini e Antônio Edu Brazaca formavam o primeiro pelotão. Ainda na primeira volta Roberto e Lucas superaram Volcan. O ritmo dos três primeiros colocados foi intenso. Prova disso foi a melhor volta de cada um: 1:02.554 para Lucas (a melhor volta da pista), 1: 02.782 para Bergmann e 1:02.785 para Mateus. Nas primeiras voltas Bergmann tentou de todas as formas assumir a liderança, para quem sabe carimbar o título de Mateus, porém, na quinta volta uma queda tirou o piloto da briga pela liderança da prova. Lucas aproveitou para assumir a segunda colocação e logo adiante assumir a ponta. Bergman não perdeu posições, voltou em terceiro e tentou voltar a pressionar os ponteiros, mas uma nova queda deu fim a intenção do piloto. Fabrício Ramazini manteve um bom ritmo de prova e fechou a prova em quarto, com Sérgio Moraes em quinto.

Lucas Basso

 

VX Pró

1º - Lucas Basso (Gentil)

2º - Mateus Basso (Gentil)

3º - Roberto Bergmann (Santa Rosa)

4º - Fabrício Ramazini (Montenegro)

5º - Sérgio Moraes (Sta. Cruz do Sul )

Pódio VX Pró

 

Com os resultados Mateus conquistou o título da categoria com uma etapa de antecipação. Lucas foi o vice-campeão. O campeonato pega o rumo da região norte do estado, mais precisamente na cidade de Pontão, que receberá nos dias 14 e 15 de dezembro a oitava e última etapa da competição, onde serão conhecidos os campeões das onze categorias que ainda estão em aberto.

VEJA TAMBÉM:
Brasileiro de Cross Country: Bom tempo deve favorecer pilotos na 2ª etapa em MG
Em 27/06/2013
Previsão é de sol com temperaturas amenas e algumas nuvens, mas não deve chover
Resultados: 4ª etapa Campeonato Brasileiro de Motocross – Morrinhos (GO)
Em 05/09/2016
Carlos Campano, Gustavo Pessoa, Léo Cassarotti e Roman Jelen foram os vencedores da quarta etapa
Youthstream apresenta Campeonato Europeu de Motocross de 300cc 2 tempos
Em 14/10/2013
Nova competição, em parceria com a KTM, a Husqvarna e a TM, foi apresentada durante o Motocross das Nações
COMENTÁRIOS
Publicidade
211 Bikes MXGP Live
Copyright © 2013 CROSSCLUBE BRASIL. All rights reserved.