Race Report: 8ª Etapa Campeonato Mundial de Motocross 2013 – GP da França
Por: Renato Dalzochio Jr
Em 09/06/2013
Líderes seguem dominando, mas em ambas categorias os donos da casa deram alegrias aos torcedores locais

Após o GP Brasil o mundial de motocross fez uma pausa de duas semanas no calendário e voltou neste fim de semana, com a oitava etapa da temporada 2013, o GP da França, regressando ao tradicional circuito de Ernée. Na pista nenhuma surpresa. Atuais campeões e líderes de suas categorias, Antonio Cairoli e Jeffrey Herlings mostraram mais uma vez suas respectivas supremacias.

Mas nem por isso os donos da casa deixaram de dar alegrias aos torcedores locais. Gautier Paulin, segundo colocado na MX1, venceu a primeira bateria, e na MX2 Dylan Ferrandis e Christophe Charlier subiram no pódio em segundo e terceiro respectivamente.

 

MX1

Antonio Cairoli obteve em Ernée sua vitória de número 59 em GPs do mundial de motocross, após finalizar em segundo na primeira bateria e vencer a segunda. Na primeira o italiano fez o holeshot, mas na metade da corrida cometeu um erro ao tentar trocar de traçado, permitindo que Gautier Paulin o alcançasse. O piloto da equipe oficial Red Bull KTM não desistiu e tentou ultrapassar o francês até a última volta, mas no final teve que se contentar com a segunda posição. Na segunda bateria o atual dono do number plate vermelho fez novamente o holeshot e desta vez nada o deteve até a bandeira quadriculada.

Antonio Cairoli

 

A segunda posição no overall ficou com Gautier Paulin, que não foi capaz de finalizar no topo do pódio mas estava muito satisfeitos por vencer a primeira bateria na frente de seus torcedores locais, que o incentivaram durante todo o final de semana. Na segunda bateria o francês teve uma boa largada, mas um acidente na primeira curva o deixou fora da pista. Paulin voltou em sexto e finalizou na quarta posição, garantindo o segundo degrau do pódio.

Gautier Paulin

 

Clement Desalle estava muito satisfeito com o terceiro degrau do pódio, especialmente pelas dificuldades que enfrentou no sábado, durante a bateria classificatória. O belga admitiu que fez pequenas modificações em sua moto, que o ajudaram a se sentir mais confortável neste domingo. Em ambas as baterias Desalle largou bem e fez corridas consistentes, finalizando em terceiro na primeira e segundo na segunda.

Clement Desalle

 

Tommy Searle teve uma de suas melhores performances na temporada até agora, finalizando em quarto no overall. O britânico largou em décimo segundo na primeira bateria, mas conseguiu terminar em sétimo, protagonizando uma emocionante disputa com o alemão Max Nagl. Na segunda bateria Searle teve uma largada muito melhor e finalizou em terceiro, ficando com a quarta posição no overall, seu melhor resultado até agora na MX1.

Tommy Searle

 

Quem também obteve seu melhor resultado até agora na temporada foi Jeremy Van Horebeek. O belga provou que está pronto para frequentar o top 5 em todos os GPs. Na primeira bateria ele largou em segundo, mas Paulin e Desalle estavam mais rápidos e por isso Horebeek decidiu assegurar o quarto lugar. Ele chegou a ser ultrapassado por Ken De Dycker, mas faltando duas voltas para o final Horebeek deu o troco e garantiu a quarta posição. Na segunda bateria Horebeek se envolveu em um acidente na primeira curva e só foi capaz de finalizar em sexto. No entanto, o belga se mostrou satisfeito com o quinto lugar no overall.

Jeremy Van Horebeek

 

Com estes resultados Cairoli ampliou sua vantagem na liderança do campeonato para 56 pontos em relação à Paulin. Desalle é o terceiro, De Dycker o quarto e Kevin Strijbos fecha os cinco primeiros.

 

MX2

Jeffrey Herlings acordou com muita dor neste domingo, devido ao acidente que sofreu no sábado, durante a bateria classificatória. Por causa disso teve que tomar alguns analgésicos para se sentir bem e disputar as duas baterias. O holandês fez duas boas largadas e venceu as duas baterias, mas admitiu que teve dificuldades para encontrar bons traçados, porque toda vez que ia colocar o pé no chão sentia muita dor. Herlings não terá muito tempo para se recuperar, mas já está ansioso pelo próximo GP, em Maggiora na Itália.

Jeffrey Herlings

 

Correndo em casa, Dylan Ferrandis realizou um sonho pessoal ao terminar em segundo no overall. Na primeira bateria ele largou em terceiro, atrás de Herlings e Butrón, mas rapidamente ultrapassou o espanhol e deu o melhor de si para acompanhar Herlings. Em determinado ponto da corrida ele estava próximo do holandês e poderia ter tentado ultrapassar, mas no final teve que se contentar com a segunda posição. Na segunda bateria ele largou novamente em segundo, atrás de Jake Nicholls, e fez a multidão francesa enlouquecer ao assumir a liderança na quarta volta. No entanto, ele cometeu um erro e caiu para terceiro, mas foi capaz de ultrapassar Nicholls novamente e garantir outro segundo lugar.

Dylan Ferrandis

 

A terceira posição ficou com outro piloto francês, Christophe Charlier. Charlier teve uma primeira bateria difícil ao largar na 13ª posição, mas conseguiu cruzar a linha de chegada em nono. Na segunda Charlier conseguiu largar melhor e depois de disputar a quarta posição com Ferrandis e Alexander Tonkov, foi capaz de finalizar em terceiro, ficando muito satisfeito com o seu primeiro pódio na temporada.

Christophe Charlier

 

O final de semana também foi excelente para Alexander Tonkov, quarto colocado no overall. Na primeira bateria o russo só conseguiu terminar em oitavo, depois de uma largada ruim, mas na segunda ele fez uma corrida incrível, saindo na nona posição e finalizando em quarto.

Alexander Tonkov

 

Jake Nicholls foi o quinto colocado no overall, com o mesmo número de pontos de Tonkov, perdendo a quarta posição no primeiro critério de desempate, o resultado da segunda bateria. O britânico vinha fazendo uma primeira bateria muito consistente, ocupando a quarta posição, mas até o final da corrida foi ultrapassado por Jordi Tixier e Butrón, tendo que se contentar com o sexto lugar. Na segunda Nicholls fez uma excelente largada e assumiu a liderança ainda na primeira volta, mas não conseguiu manter o ritmo e foi alcançado por Herlings. O britânico ainda deixou a moto apagar quando estava em segundo e finalizou na quinta posição.

Jake Nicholls

 

Com estes resultados a vantagem de Herlings na liderança do campeonato em relação à Tixier chega a impressionantes 110 pontos, isso que o campeonato acabou de completar a sua primeira metade. Butrón é o terceiro, Glenn Coldenhoff o quarto e Charlier fecha os cinco primeiros.

 

RESULTADOS

Overall MX1

1. Antonio Cairoli – KTM

2. Gautier Paulin – Kawasaki

3. Clement Desalle – Suzuki

4. Tommy Searle – Kawasaki

5. Jeremy Van Horebeek – Kawasaki

 

Overall MX2

1. Jeffrey Herlings – KTM

2. Dylan Ferrandis – Kawasaki

3. Christophe Charlier – Yamaha

4. Alexander Tonkov – Honda

5. Jake Nicholls – KTM

 

CLASSIFICAÇÃO

MX1

1. Antonio Cairoli – 377 Pts

2. Gautier Paulin – 321 Pts

3. Clement Desalle – 309 Pts

4. Ken De Dycker – 277 Pts

5. Kevin Strijbos – 243 Pts

 

MX2

1. Jeffrey Herlings – 397 Pts

2. Jordi Tixier – 287 Pts

3. José Butrón – 247 Pts

4. Glenn Coldenhoff – 237 Pts

5. Christophe Charlier – 230 Pts

VEJA TAMBÉM:
Perfil do Privado: Garmichel Giehl
Em 10/02/2016
Piloto de apenas 10 anos, de nome complicado, é uma das grandes promessas do motocross gaúcho na atualidade
Garagem Cross Clube #6
Em 31/03/2016
Confira a sexta edição do primeiro programa de Web TV voltado exclusivamente para o motociclismo Off Road
Gustavo Henn encara a segunda etapa do Brasileiro de MX neste fim de semana
Em 23/05/2013
Catarinense vai acelerar na categoria MX2 na prova de Três Lagoas (MS)
COMENTÁRIOS
Publicidade
211 Bikes MXGP Live
Copyright © 2013 CROSSCLUBE BRASIL. All rights reserved.