Race Report: 9ª etapa AMA Supercross 2014
Por: Renato Dalzochio Jr
Em 02/03/2014
Dungey conquista primeira vitória do ano em Indianápolis e Villopoto da um importante passo rumo ao tetracampeonato

*Confira no final uma galeria com 53 fotos das corridas.

Créditos: Ryne Swanberg

 

O AMA Supercross desembarcou neste sábado no Lucas Oil Stadium, em Indianápolis, para a nona etapa da temporada 2014. Desta vez os pilotos competiram não só uns contra os outros, mas também contra a pista. Construído com um solo muito mole, o traçado desenvolveu inúmeros buracos. Muitos pilotos alegaram que foi o circuito mais “cruel” que enfrentaram no campeonato até agora. Mas a pista acabou se tornando também um elemento a mais nesta etapa, tornando as corridas imprevisíveis e ajudando a decidir o sucesso de uns e o fracasso de outros. Na categoria 450 Ryan Dungey aproveitou o azar de vários pilotos da ponta da tabela para conquistar sua primeira vitória na temporada. O líder Ryan Villopoto não venceu, mas deu um importante passo na busca pelo tetracampeonato. Já na 250 costa Leste, o jovem Adam Cianciarulo voltou a se aproveitar dos erros do equatoriano Martin Davalos, seu companheiro de equipe, para chegar a sua segunda vitória em três etapas.

 

450

Na largada foi o especialista em holeshot Mike Alessi quem pulou na frente, seguido por Ryan Dungey, Chris Blose, Eli Tomac e Andrew Short. Um choque entre Ryan Villopoto e Ken Roczen deixou os dois pretendentes ao título no chão antes de chegar na primeira curva. James Stewart acabou caindo também. Villopoto conseguiu rapidamente voltar para a corrida, enquanto Roczen e Stewart demoraram um pouco mais.

Mike Alessi fez o holeshot...

 

... enquanto Ken Roczen e Ryan Villopoto colidiram e ficaram pelo caminho

 

Lá na frente Alessi liderou até a quinta volta, quando foi ultrapassado por Dungey. Antes disso Dungey chegou a receber pressão de Tomac na briga pela vice-liderança. Alessi impôs muita dificuldade para Tomac na disputa pela segunda posição e Dungey aproveitou a briga entre os dois para abrir vantagem na ponta. Sem sucesso nas suas investidas para tentar a ultrapassagem, Tomac contou com a sorte na volta 14, assumindo a vice-liderança após um tombo de Alessi. Porém, a distância segura conquistada por Dungey impediu o novato de tentar alguma coisa.

Após ser ultrapassado por Dungey, Alessi manteve a vice-liderança...

 

... até sofrer um tombo e deixar o caminho livre para Eli Tomac (3)

 

Também na volta 14 aconteceu outro momento decisivo para a corrida e talvez para o campeonato. Em razão do incidente ocorrido na largada, Villopoto e Roczen faziam corrida de recuperação e ocupavam respectivamente o sétimo e o oitavo lugar. Quando todos tinham a expectativa de ver uma disputa particular entre os dois, Roczen acabou sofrendo outro tombo. O alemão voltou lentamente para a prova, mas três voltas depois, aparentemente com problemas em sua KTM, se viu obrigado a abandonar a corrida. É claro que ele não escondeu sua frustração com o ocorrido.

A frustração de Roczen foi completada com um segundo tombo e o consequente abandono da corrida

 

Longe da pressão dos adversários e dos problemas de seu companheiro de equipe, Dungey garantiu sua primeira vitória na temporada. Tomac finalizou em segundo e Cole Seely, em uma grande “estreia” substituindo Trey Canard na equipe oficial Muscle Milk Honda, completou o pódio na terceira posição. Villopoto finalizou em quarto e Broc Tickle completou o top 5. Stewart se recuperou até o sétimo lugar.

Ryan Dungey conquistou sua primeira vitória na temporada

 

No campeonato a vitória fez com que Dungey assumisse a vice-liderança na tabela de classificação. Villopoto segue em primeiro e faltando oito etapas para o fim do campeonato, têm 23 pontos de vantagem sobre o piloto da KTM, quase os pontos de uma vitória. O atual campeão está correndo com o regulamento embaixo do braço e mesmo estando cinco etapas sem vencer, a julgar pelo seu desempenho e pelo desempenho dos adversários, ele deu um importante passo rumo ao tetracampeonato. Só perde o título se um desastre acontecer nas próximas etapas e deixar a disputa aberta novamente. Voltando a falar da classsificacao, Roczen caiu para terceiro, Stewart é o quarto e Justin Brayton fecha o top 5.

Ryan Villopoto deu um importante passo rumo ao tetracampeonato

 

Pódio 450

 

250

Na largada foi Vince Friese quem fez o holeshot e saiu na frente, seguido pelo equatoriano Martin Davalos. Davalos ultrapassou Friese na curva seguinte e rapidamente começou a se distanciar dos demais. Na quinta volta ele já tinha dois segundos e meio de vantagem sobre seu companheiro de equipe, o jovem Adam Cianciarulo.

Largada 250

 

Na metade da prova, com a pista já bastante deteriorada, Davalos cometeu um erro e acabou caindo, deixando o caminho livre para Cianciarulo. A partir daí o jovem piloto apenas administrou a vantagem na liderança para garantir sua segunda vitória em três etapas (chegou a sofrer um tombo logo após assumir a liderança, mas sem deixar a moto apagar levantou rapidamente e voltou em primeiro). Davalos conseguiu salvar a segunda posição e Justin Bogle completou o pódio em terceiro. Matt Bisceglia foi o quarto e Blake Baggett completou o top 5.

Martin Davalos liderou a corrida até sofrer um tombo

 

Adam Cianciarulo aproveitou mais uma bobeira de seu companheiro de equipe para conquistar a segunda vitória em três etapas

 

No campeonato Cianciarulo lidera com cinco pontos de vantagem sobre Davalos. Bogle é o terceiro, Baggett o quarto e Friese fecha o top 5.

Pódio 250

 

RESULTADOS

450

1. Ryan Dungey (KTM)
2. Eli Tomac (Honda)
3. Cole Seely (Honda)
4. Ryan Villopoto (Kawasaki)
5. Broc Tickle (Suzuki)
6. Andrew Short (KTM)
7. James Stewart (Suzuki)
8. Justin Brayton (Yamaha)
9. Josh Hill (Suzuki)
10. Dean Wilson (Kawasaki)
11. Wil Hahn (Honda)
12. Josh Grant (Yamaha)
13. Nicholas Wey (Kawasaki)
14. Chris Blose (Honda)
15. Mike Alessi (Suzuki)
16. Kyle Chisholm (Yamaha)
17. Jimmy Albertson (Honda)
18. Cody Gilmore (Kawasaki)
19. Nicholas Schmidt (Honda)
20. Ronnie Stewart (Suzuki)
21. Ken Roczen (KTM)
22. Weston Peick (Suzuki)

 

250 costa Leste

1. Adam Cianciarulo (Kawasaki)
2. Martin Davalos (Kawasaki)
3. Justin Bogle (Honda)
4. Matthew Bisceglia (Honda)
5. Blake Baggett (Kawasaki)
6. Vince Friese (Honda)
7. Jimmy Decotis (Honda)
8. Matthew Lemoine (Kawasaki)
9. Cole Thompson (KTM)
10. Kyle Cunningham (Honda)
11. Alex Martin (Yamaha)
12. Kyle Peters (Honda)
13. Mitchell Oldenburg (Honda)
14. A J Catanzaro (Honda)
15. Jackson Richardson (Honda)
16. Justin Starling (Honda)
17. Brad Nauditt (Honda)
18. Jace Owen (Honda)
19. Jeremy Martin (Yamaha)
20. Blake Wharton (Honda)
21. Paul Coates (Yamaha)
22. Gavin Faith (Honda)

 

CLASSIFICAÇÃO

450

1. Ryan Villopoto – 184 Pts (2 vitórias)
2. Ryan Dungey – 161 Pts (1 vitória)
3. Ken Roczen – 158 Pts (2 vitórias)
4. James Stewart – 154 Pts (2 vitórias)
5. Justin Brayton – 143 Pts
6. Chad Reed – 111 Pts (2 vitórias)
7. Justin Barcia – 109 Pts
8. Andrew Short – 109 Pts
9. Wil Hahn – 93 Pts
10. Broc Tickle – 93 Pts
11. Weston Peick – 68 Pts
12. Ivan Tedesco – 62 Pts
13. Josh Hill – 58 Pts
14. Josh Grant – 56 Pts
15. Mike Alessi – 55 Pts
16. Nicholas Wey – 52 Pts
17. Jacob Weimer – 50 Pts
18. Eli Tomac – 48 Pts
19. Matthew Goerke – 41 Pts
20. Kyle Chisholm – 29 Pts

 

250 costa Leste

1. Adam Cianciarulo – 72 Pts (2 vitórias)
2. Martin Davalos – 67 Pts (1 vitória)
3. Justin Bogle – 56 Pts
4. Blake Baggett – 54 Pts
5. Vince Friese – 48 Pts
6. Cole Thompson – 40 Pts
7. Jimmy Decotis – 34 Pts
8. Blake Wharton – 33 Pts
9. Kyle Cunningham – 33 Pts
10. Mitchell Oldenburg – 30 Pts
11. Alex Martin – 27 Pts
12. Matthew Lemoine – 26 Pts
13. A J Catanzaro – 23 Pts
14. Matt Bisceglia – 21 Pts
15. Kyle Peters – 20 Pts
16. Jesse Wentland – 17 Pts
17. Justin Starling – 12 Pts
18. Gannon Audette – 11 Pts
19. Jackson Richardson – 10 Pts
20. Levi Kilbarger – 9 Pts

VEJA TAMBÉM:
Gregorio Caselani participará do Dakar 2017
Em 15/11/2016
Atual campeão do Rally dos Sertões, gaúcho será o único representante brasileiro no maior rali do planeta
Vídeo: AMA SX em Daytona na íntegra
Em 09/03/2014
Assista aos Main Events da décima etapa da temporada 2014, disputada no Daytona International Speedway
5ª etapa do Gaúcho de Motocross transferida para o dia 25 de agosto
Em 13/08/2013
Pista de Venâncio Aires não suportou os mais de 140 mm de chuva no acumulado da semana, 70 somente no sábado
COMENTÁRIOS
Publicidade
211 Bikes MXGP Live
Copyright © 2013 CROSSCLUBE BRASIL. All rights reserved.