Race Report: Monster Energy Cup 2013
Por: Renato Dalzochio Jr
Em 20/10/2013
Com duas vitórias incontestáveis, James Stewart presenteou os fãs com o seu bom e velho desempenho

Obs: confira no final galeria com 115 fotos do evento.

Créditos galeria: GuyB e Ryne Swanberg

 

O Monster Energy Cup encerrou a temporada 2013 do supercross e do motocross nos EUA com um evento memorável. Quase 34 mil pessoas lotaram o Sam Boyd Stadium em Las Vegas para assistir as principais estrelas do esporte na disputa pelo prêmio de 1 milhão de dólares. De quebra ainda foram brindados com um show de Best Whip (melhor entortada no Motocross Freestyle) e corridas das futuras gerações do esporte nas categorias Super Mini, Amateur All Stars e KJSC.

Na principal categoria, se um piloto conseguisse vencer os três Main Events (como Ryan Villopoto fez em 2011) levaria para casa a cobiçada maleta com 1 milhão de dólares. A segunda alternativa dos pilotos era se sagrar campeão vencendo apenas uma ou duas baterias e levar para casa 100 mil dólares (a exemplo de Justin Barcia, vencedor do ano passado).

 

Ryan Villopoto estava disposto a ganhar 1 milhão de dólares novamente e venceu a primeira bateria final. Mas ele não esperava que James Stewart brindasse os fãs com o seu velho estilo de pilotar. Confira como foi.

 

Main Event 1

O primeiro Main Event teve um fato curioso, que influenciou no resultado final da corrida. Ryan Villopoto largou na frente, seguido por Ryan Dungey. No final Dungey venceu mas sofreu uma penalização e caiu para o sexto lugar. De acordo com o regulamento, em cada Main Event todos os pilotos são obrigados a passar pelo menos uma vez na “Joker Lane”, espécie de caminho sem saída, numa parte do circuito onde o traçado se divide em dois, sendo que na Joker Lane a passagem é mais longa. Villopoto ficou com a vitória, seguido pelo francês Marvin Musquin em segundo e Jake Weimer em terceiro. O alemão Ken Roczen foi o quarto e Eli Tomac completou o top 5.

Ryan Villopoto

 

Main Event 2

O segundo Main Event foi o mais emocionante de todos. James Stewart largou na frente, seguido por Villopoto e os dois travaram uma ferrenha batalha pela vitória, levando ao delírio a multidão que lotou o Sam Boyd Stadium. Na sétima volta Villopoto ultrapassou Stewart e na parte de fora do estádio o piloto da Suzuki deu o troco e recuperou a liderança.

Disputa entre James Stewart e Ryan Villopoto

 

Na última volta Villopoto voltou a assumir a liderança, quando Stewart “pagou” sua passagem pela Joker Lane. Entretanto, o piloto da Kawasaki errou uma sequência de encaixes, sofrendo um tombo assustador e entregando a vitória no colo de seu adversário (veja no vídeo abaixo).

 

Tombo Villopoto

 

 

Stewart garantiu a vitória, seguido do campeão de 2012 Justin Barcia em segundo. Dungey foi o terceiro, Roczen o quarto e o escocês Dean Wilson completou o top 5. No momento do tombo Villopoto ficou imóvel no chão, mas tudo não passou de um susto. Mesmo assim, por recomendação dos médicos (e levando conta também que não era mais possível faturar 1 milhão de dólares) ele ficou fora do terceiro e último Main Event.

 

Main Event 3

Na largada Roczen fez o holeshot e liderou até a quinta volta, quando foi ultrapassado por Stewart na parte externa da pista e perdeu a ponta da corrida. O alemão chegou a dar trabalho logo após a ultrapassagem, mas Stewart se manteve firme na liderança, embora sempre seguido de perto pelo piloto da KTM. Na última volta Stewart e Roczen entraram na Joker Lane. O piloto da Suzuki manteve a liderança, mas Dungey e Tomac aproveitaram para assumir a segunda e a terceira posição respectivamente. No final vitória de Stewart, seguido por Dungey em segundo e Tomac em terceiro. Roczen foi o quarto e Cole Seely completou o top 5.

 

Na soma dos resultados James Stewart sagrou-se campeão do Monster Energy Cup 2013 com 10 pontos, já que a competição segue o mesmo regulamento do Motocross das Nações, onde os pilotos somam o menor número de pontos perdidos ao longo das três baterias. Entretanto o piloto da Suzuki faturou “apenas” 100 mil dólares. Pelo segundo ano consecutivo o campeão não venceu os três Main Events e a maleta de 1 milhão de dólares (conquistada apenas por Villopoto na primeira edição em 2011) vai ter que esperar até 2014 para saber se terá um novo dono. Voltando ao resultado final, Dungey foi o segundo e Roczen completou o pódio em terceiro. Tomac finalizou em quarto e Musquin fechou o top 5.

 

Resultado final

1. James Stewart – Suzuki – 10 Pts – 8/1/1

2. Ryan Dungey – KTM – 11 Pts – 6/3/2

3. Ken Roczen – KTM – 12 Pts – 4/4/4

4. Eli Tomac – Honda – 14 Pts – 5/6/3

5. Marvin Musquin – KTM – 19 Pts – 2/9/8

6. Cole Seely – Honda – 25 Pts – 13/7/5

7. Broc Tickle – Suzuki – 27 Pts – 10/8/9

8. Justin Barcia – Honda – 27 Pts – 7/2/18

9. Dean Wilson – Kawasaki – 31 Pts – 20/5/6

10. Josh Grant – Yamaha – 32 Pts – 15/10/7

11. Andrew Short – KTM – 33 Pts – 12/11/10

12. Cooper Webb – Yamaha – 37 Pts – 9/12/16

13. Tyler Bowers – Kawasaki – 42 Pts – 14/13/15

14. Matt Goerke – KTM – 43 Pts – 18/14/11

15. Ryan Villopoto – Kawasaki – 43 Pts – 1/21/21

 

 

VEJA TAMBÉM:
Glen Helen volta ao AMA Motocross em 2014
Em 21/10/2013
Vídeo foi divulgado durante o MEC, anunciando o lendário circuito como abertura da próxima temporada
Bruno Crivilin vence abertura da Copa O2BH
Em 18/04/2017
Bruno Crivilin vence abertura da Copa O2BH. Orange BH KTM comemorou dobradinha, com Jomar Grecco em 2º
Race Report: 6ª etapa Campeonato Gaúcho de Velocross 2013 – Santa Vitória do Palmar
Em 07/11/2013
Chuva e barro marcaram as corridas. Prova também foi válida pelo Metade Sul de Velocross
COMENTÁRIOS
Publicidade
211 Bikes MXGP Live
Copyright © 2013 CROSSCLUBE BRASIL. All rights reserved.